radiolite.pt

As aventuras e desventuras de um operador de rádio. PMR446, CB27, SWL e SDR entre outros.

Tarde fraca num local a repetir

Foram poucos os contactos que consegui esta tarde, perto do Monte Serves, a cerca de 308m de altitude. Nesta zona a norte de Lisboa fiz várias (muitas) chamadas, quer nos 27Mhz quer nos 446Mhz, mas foram raras as que tiveram resposta. Um contacto apenas nos 11m com estação Patas em Póvoa de Santa Iria e mais dois confirmados com o PMR722 em Fernão Ferro e PMR4205 em Santo António do Cavaleiros. Foram ainda escutados o PMR3751 e o PMR3780 com os quais foram tentados os respectivos contactos mas sem sucesso. Foram escutados ainda vários operadores nas duas frequências, com incidência nos PMR446, inclusive operadores em Inglês e Espanhol. Verificada foi também a ocupação do 34 LSB durante toda a tarde e já no final um grupo de praticantes de TT deu um ar da sua graça no 25 LSB, o canal que tinha programado usar.

Moinho abandonado

Moinho abandonado

O local será por certo alvo de próximas visitas, até porque não arrisquei a subida ao topo do referido monte. O acesso para ligeiros não é fácil e mais indicado para carro como um UMM que por lá passou (com 3 bases magnéticas e respectivas antenas montadas no tejadilho). Para a próxima o carro fica no alcatrão e a visita terá de ser feita de PMR na mão, deixando o CB em casa.

Sirio Performer 5000 PL em serviço

Sirio Performer 5000 PL em serviço

Final de tarde bastante frio, muito por causa do vento que entretanto se tornou mais intenso, acabando com a impressão que alguns empregados de grandes superfícies comerciais fizeram mais rádio do que eu!

Será que é desta?

Há já algum tempo que quero voltar a fazer uma saída e chamar pelos operadores de PMR e CB. Tenho muita vontade de passar em Abrantes, na zona do castelo, mas dei conta de que em termos de altitude são apenas 180m (mais coisa menos coisa) e que, dada ainda a distância ao meu QTH, poderá não compensar fazer esta viagem.

Torre de menagem do Castelo de Abrantes - eventos.municipiosefreguesias.pt

Torre de menagem do Castelo de Abrantes – eventos.municipiosefreguesias.pt

Penso assim deixar este alvo para outra ocasião, muito provavelmente numa viagem de férias, que implique a passagem por esta cidade ribatejana.

Procurei por isso um novo local, mais perto e mais em conta, e decidi “explorar” novamente a Zona Oeste. O Google Earth é o meu melhor amigo nestas ocasiões e mais uma vez não me deixou ficar mal.

Por isso vou estar a chamar nos 446MHz e 27Mhz no próximo Sábado, dia 20 de Janeiro, entre as 15h00 e as 18h00, em canal 3 e 25 LSB respectivamente. Com o dobro da altitude de Abrantes, lá pela Zona Oeste espero conseguir bons contactos. Excelente ocasião para fazer alguma escuta em SW o que irá certamente dar origem a mais um vídeo no canal Youtube.

Até Sábado!

Diz que é uma espécie de rádio

Inrico TM-7 - network-radios.com

Inrico TM-7 – network-radios.com de CT1EIZ

Desconhecia por completo a existência deste tipo de equipamento. Ao que consta são os “Network Radios”. Se pensarmos um pouco, e parecendo-me agora óbvio, seria apenas uma questão de tempo até que alguém se lembrasse de os fabricar. Falo mais concretamente do Inrico TM-7 e não sei bem o que que lhe chamar. Se um telefone em forma de rádio, se um rádio com sistema operativo Android. Talvez a primeira opção seja a mais adequada.

Isto porque estamos perante um equipamento que utiliza a tecnologia VoIP, fazendo uso da Internet, à qual se liga através de uma rede WiFi ou GSM, e que permite a instalação de aplicações disponíveis na Google Play (como o Zello ou o Echolink entre outras). Não é de facto um rádio, um transceiver verdadeiro, mas um smartphone também não o é, embora haja excepções (ver o por exemplo o S15 da Rangerfone) e isso nunca impediu ninguém de utilizar a mesma aplicação no telefone para comunicar com outros operadores.

Então afinal o que é que muda? Bom, basicamente o que muda é o equipamento que é desta forma dedicado (mas não exclusivo) à comunicação, com o “look and feel” de um rádio verdadeiro. Uma ideia atraente sem dúvida se se gosta de fazer uso, por exemplo, dos crosslink do Zello ao FRN.

Não poderia acabar sem me queixar do preço, pois penso que a novidade aqui está a pagar-se bastante caro, mas lá que ficava bem na minha secretária lá isso ficava.

Fechar o ano em beleza

Depois de uma travessia no deserto, com algumas semanas sem carregar numa PTT, tinha finalmente reservada uma tarde de Sábado para ir a Montachique. Nada de muito preparado ou sequer anunciado. Simplesmente tinha que ir fazer umas chamadas sem qualquer tipo de objectivo traçado. Uma hora e meia antes de sair de casa reparei que tinha sido anunciada uma activação de Ano Novo, no Facebook dos PMR’s de Portugal, pelo que se juntava assim o útil ao agradável.

Panorâmica de Montachique

Panorâmica de Montachique

Viagem a “100 à hora” A8 fora, que o tempo e o tempo não deixavam antever um período alargado para esta activação. Lá chegado, foi com algum espanto mas também contentamento que constatei que em cerca de uma hora de activadade já existiam 14 participantes em PMR446. É a prova que há por aí muita vontade em participar em eventos como este e que faltam apenas mais iniciativas para por o pessoal a comunicar.

Contacto feito para Montejunto pelas 16h01, onde os colegas estavam “sediados”, fiz de seguida algumas chamadas em canal 3. A preguiça de erguer uma antena para os 11m (esta activação usava o canal 16 LSB e o canal 7 dos PMR446) quase levou a melhor, mas lá me recriei pois ter tido o cuidado de preparar tudo, ir até Montachique e não usar o equipamento não fazia sentido.

Muita lama e uma aflição que ia acabando mal

Muita lama e uma aflição que ia acabando mal

Marcado o ponto via 27Mhz, lembrei-me ainda de fazer uns vídeos de recepção em SWL (comigo tinha ido um Tecsun PL-365) mas a ideia de mudar o carro de sítio e fazê-lo passar por onde não devia tirou-me o foco desta iniciativa!

Ainda assim, duas horitas bem passadas, com direito a vídeo, para fechar o ano em beleza. Ficam então os votos de um excelente 2018, acima de tudo com muita felicidade e saúde. Se nos trouxer muitas horas de rádio, tanto melhor!

NOTA: As minhas desculpas à colega que com o PMR3389 esteve por Montejunto na organização deste evento. Esqueci-me por completo do seu indicativo. Não queria deixar no entanto de referir que sua presença dado que foi a primeira vez que falei com uma operadora.

32 canais em PMR446/dPMR446?

Têm vindo a público algumas notícias que dão conta da implementação de 32 canais em PMR446, sobretudo na forma de posts no Facebook de vários colegas operadores de rádio.

Os 32 canais anunciados e que, ainda segundo essas informações, as autoridades de cada país europeu devem permitir a partir de dia 1 de Janeiro de 2018, serão distribuídos em 16 canais analógicos mais 16 canais digitais, com espaçamento de 12,5kHz e 6,25kHz respectivamente.

São sem dúvidas boas notícias, mas vou no entanto aguardar pela confirmação oficial!

Zona de cobertura com o Pro Plus

Após três dias a funcionar em pleno, o Pro Plus permitiu, com a ajuda do Virtual Radar Server 2.4, produzir a imagem abaixo, que representa a zona de cobertura deste equipamento (a partir da minha localização).

Zona de cobertura

Zona de cobertura

Ao ligar este sistema, baseado no software da Flight Radar 24 e fazendo uso de um Raspberry Pi, foi imediatamente evidente que a performance do Pro Plus era claramente superior à de um RTL-SDR genérico. E devo dizer que passados estes três dias o dongle da Flight Aware correspondeu às expectativas que tinha dele, sendo claro que o que limita os resultados obtidos é o local onde tudo está instalado.

Resumindo, a configuração é a seguinte:

Computador: Raspberry Pi
Software no Pi: Flight Radar 24 (Pi24)
Dongle: Flight Aware Pro Plus
Software no PC: Virtual Radar Server 2.4
Antena: Colinear de 11 elementos
Localização: Oeiras (a 60m altitude)

Próximo passo: levar tudo para um local alto e sem obstruções.

Flight Aware Pro Plus

Comprei um Flight Aware Pro Plus para rastreamento de aeronaves, isto apesar de ser adepto incondicional da concorrência, ou seja, do Flight Radar 24. No entanto, a performance do hardware da Flight Aware fez com que optasse pelo stick Pro Plus desta empresa, sendo claramente considerado o que apresenta melhores resultados em ADS-B por comparação por soluções semelhantes.

Flight Aware Pro Plus

Flight Aware Pro Plus

A Flight Aware comercializa, para além de outros equipamentos como antenas e filtros, dois SDRs baseados no chip RTL2830U da Realtek e tuner R820T2. Um deles, a versão Pro não inclui o filtro de frequências. A outra versão, a Pro Plus, inclui o filtro aos 1090 MHz sendo essa a diferença entre os dois. O filtro permite a eliminação de ruído (muito útil em áreas urbanas) e por conseguinte uma melhor recepção de sinais e a maiores distâncias.

Apesar de ter em fila de espera o Ham it Up, conto experimentar brevemente este Pro Plus por forma a atestar, espero eu, a diferença de performance para um RTL-SDR genérico.

Termino fazendo referência à ModMyPi. O meu Pro Plus veio de lá e recomendo vivamente a compra neste site. Sendo baseado no Reino Unido, não há lugar ao pagamento de taxas de alfândega e a encomenda chegou a Portugal num dia útil, tendo demorado outro tanto para me chegar às mãos.

Assim vale a pena!

Ham It Up 1.3

O Ham-It-Up 1.3 HF Converter da Nooelec é provavelmente o up converter mais conhecido para se utilizar com um SDR. Tipicamente estes up converters são os que são utilizados com os RTLSDR de forma a permitirem a sintonia de frequências de HF, onde o RTLSDR sozinho não chega.
Existem várias soluções semelhantes, inclusive o conhecido DX Patrol made in Portugal, mas acabei por conseguir comprar o conjunto Ham-It-Up com a caixa de aluminio e um balun 1:9 a um preço mais em conta.

Ham It Up 1.3 Up converter

Ham It Up 1.3 Up converter

Nos próximos dias vejo-me muito facilmente a perder algumas horitas à volta deste novo equipamento embora receie o efeito PLC nas frequências de HF.

Até lá, boas escutas!

Novo vídeo de estações em Onda Curta

Foi actualizada a página “SW Stations” com o link para mais um vídeo feito a 19 de Setembro, em Oeiras, onde foi registada a escuta de várias estações em Onda Curta.

Até ao próximo artigo e boas escutas

ThinkerCAD

ThinkerCAD - https://www.tinkercad.com

ThinkerCAD – https://www.tinkercad.com

Primeira experiência com o ThinkerCAD, um programa de desenho 3D bastante básico mas que permite a criação de objectos de forma rápida e fácil. O ThinkerCAD está vocacionado para os chamados “makers”, pessoas que gostam de realizar projectos na área da electrónica e robótica (entre outras) e que como a maior parte dos que gostam da rádio comunicação, andam sempre a “inventar” qualquer coisa!

Caixa para RTL SDR feita no ThinkerCAD

Caixa para RTL SDR feita no ThinkerCAD

Decidi experimentar o ThinkerCAD e como projecto inicial fiz uma caixa para um RTL SDR, daqueles mais baratos que se podem encontrar na Internet com conector MCX.

Eis o resultado final. Só me falta agora encontrar uma impressora 3D para dar corpo a esta pequena brincadeira.

Page 1 of 17

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén