radiolite.pt

As aventuras e desventuras de um operador de rádio. PMR446, CB27, SWL e SDR entre outros.

Month: Janeiro 2018

Tarde fraca num local a repetir

Foram poucos os contactos que consegui esta tarde, perto do Monte Serves, a cerca de 308m de altitude. Nesta zona a norte de Lisboa fiz várias (muitas) chamadas, quer nos 27Mhz quer nos 446Mhz, mas foram raras as que tiveram resposta. Um contacto apenas nos 11m com estação Patas em Póvoa de Santa Iria e mais dois confirmados com o PMR722 em Fernão Ferro e PMR4205 em Santo António do Cavaleiros. Foram ainda escutados o PMR3751 e o PMR3780 com os quais foram tentados os respectivos contactos mas sem sucesso. Foram escutados ainda vários operadores nas duas frequências, com incidência nos PMR446, inclusive operadores em Inglês e Espanhol. Verificada foi também a ocupação do 34 LSB durante toda a tarde e já no final um grupo de praticantes de TT deu um ar da sua graça no 25 LSB, o canal que tinha programado usar.

Moinho abandonado

Moinho abandonado

O local será por certo alvo de próximas visitas, até porque não arrisquei a subida ao topo do referido monte. O acesso para ligeiros não é fácil e mais indicado para carro como um UMM que por lá passou (com 3 bases magnéticas e respectivas antenas montadas no tejadilho). Para a próxima o carro fica no alcatrão e a visita terá de ser feita de PMR na mão, deixando o CB em casa.

Sirio Performer 5000 PL em serviço

Sirio Performer 5000 PL em serviço

Final de tarde bastante frio, muito por causa do vento que entretanto se tornou mais intenso, acabando com a impressão que alguns empregados de grandes superfícies comerciais fizeram mais rádio do que eu!

Será que é desta?

Há já algum tempo que quero voltar a fazer uma saída e chamar pelos operadores de PMR e CB. Tenho muita vontade de passar em Abrantes, na zona do castelo, mas dei conta de que em termos de altitude são apenas 180m (mais coisa menos coisa) e que, dada ainda a distância ao meu QTH, poderá não compensar fazer esta viagem.

Torre de menagem do Castelo de Abrantes - eventos.municipiosefreguesias.pt

Torre de menagem do Castelo de Abrantes – eventos.municipiosefreguesias.pt

Penso assim deixar este alvo para outra ocasião, muito provavelmente numa viagem de férias, que implique a passagem por esta cidade ribatejana.

Procurei por isso um novo local, mais perto e mais em conta, e decidi “explorar” novamente a Zona Oeste. O Google Earth é o meu melhor amigo nestas ocasiões e mais uma vez não me deixou ficar mal.

Por isso vou estar a chamar nos 446MHz e 27Mhz no próximo Sábado, dia 20 de Janeiro, entre as 15h00 e as 18h00, em canal 3 e 25 LSB respectivamente. Com o dobro da altitude de Abrantes, lá pela Zona Oeste espero conseguir bons contactos. Excelente ocasião para fazer alguma escuta em SW o que irá certamente dar origem a mais um vídeo no canal Youtube.

Até Sábado!

Diz que é uma espécie de rádio

Inrico TM-7 - network-radios.com

Inrico TM-7 – network-radios.com de CT1EIZ

Desconhecia por completo a existência deste tipo de equipamento. Ao que consta são os “Network Radios”. Se pensarmos um pouco, e parecendo-me agora óbvio, seria apenas uma questão de tempo até que alguém se lembrasse de os fabricar. Falo mais concretamente do Inrico TM-7 e não sei bem o que que lhe chamar. Se um telefone em forma de rádio, se um rádio com sistema operativo Android. Talvez a primeira opção seja a mais adequada.

Isto porque estamos perante um equipamento que utiliza a tecnologia VoIP, fazendo uso da Internet, à qual se liga através de uma rede WiFi ou GSM, e que permite a instalação de aplicações disponíveis na Google Play (como o Zello ou o Echolink entre outras). Não é de facto um rádio, um transceiver verdadeiro, mas um smartphone também não o é, embora haja excepções (ver o por exemplo o S15 da Rangerfone) e isso nunca impediu ninguém de utilizar a mesma aplicação no telefone para comunicar com outros operadores.

Então afinal o que é que muda? Bom, basicamente o que muda é o equipamento que é desta forma dedicado (mas não exclusivo) à comunicação, com o “look and feel” de um rádio verdadeiro. Uma ideia atraente sem dúvida se se gosta de fazer uso, por exemplo, dos crosslink do Zello ao FRN.

Não poderia acabar sem me queixar do preço, pois penso que a novidade aqui está a pagar-se bastante caro, mas lá que ficava bem na minha secretária lá isso ficava.

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén