Como o aparecimento da TDT – Televisão Digital Terrestre – vários equipamentos surgiram no mercado para possibilitar a recepção do seu sinal. Existem as mais tradicionais set top boxes mas podemos também ver a emissão num computador usando um receptor DVB-T que se liga à porta USB. Estes receptores vendem-se em várias formas e feitios mas para este artigo as versões que nos interessam particularmente referir são as que usam o chip RTL2832U da Realtek, associados a um tuner como por exemplo o Elonics E4000 ou o RT820T – informação mais detalhada aqui.

Ora com a arte e engenho de algumas talentosas pessoas (Antti Palosaari, Eric Fry e o grupo http://sdr.osmocom.org) descobriu-se que estes tuners podiam ser, via software, ser programados para algumas frequências fora banda para que o tal equipamento DVB-T foi inicialmente pensado. E assim nasce um dos mais famosos rádios SDR* dos últimos anos (numa pequena pesquisa que fiz no Ebay foi fácil de encontrar vendedores com milhares de unidades vendidas). O que os torna famosos é que, com as devidas limitações, este dongle permite o mesmo tipo de operação que outros rádios que custam bem mais do que os cerca de 20€ destes receptores DVB-T, e já estou a exagerar no preço.

Exemplo de um receptor DVB-T que pode ser usado como SDR.

Exemplo de um receptor DVB-T que pode ser usado como SDR.

*Software Defined Radio

Não esquecer obviamente a instalação dos respectivos drivers para além aplicação necessária para que tudo funcione. Humildemente aconselho o uso da aplicação SDR#, com um processo de instalação bastante facilitado e com um pacote de software que inclui os drivers necessários. Também usei o HDSDR mas gosto mais do interface do SDR# onde tudo é mais fácil de utilizar e “simpático”, com alguns plug-ins disponíveis que foram desenvolvidos por entusiastas. Para além disso inclui ainda RDS, coisa que o HDSDR não tem.

Para mim a magia dos RTL-SDR, conforme são normalmente designados estes equipamentos para assim abranger assim todas as versões existentes, são as suas imensas aplicações, por vezes em parceira com um “up converter” que é necessário adquirir à parte, e por nos permitir com um investimento baixo, ter um imenso novo mundo para explorar.

Tenho cá por casa duas versões do RTL-SDR, obviamente com o mesmo chip, o RTL2832U e os dois tuners acima referidos. Numa abordagem simples, liguei-os à antena de televisão colectiva do prédio onde vivo (basicamente é apenas o cabo co-axial de 75OHM que está enfiado na parede, numa instalação feita vai para 30 anos sem que haja qualquer antena no telhado) e com isso consegui escutar facilmente as estações em radio difusão ou ainda alguns repetidores de rádio amador como o de Alcácer do Sal, isto a partir de Oeiras. Mas há muito mais para escutar. No caso do receptor que usa o tuner R820T as frequências disponíveis vão dos 22MHz aos 1.7GHz sem utilização de “up converter”, pelo que estão incluídos os 27MHz e os 446MHz, da banda do cidadão e PMR446 respectivamente, para não referir banda aérea e marítima entre outras. Com “up converter”, ficam disponíveis as frequências aproximadamente entre os 0 aos 30MHz.

Escusado será dizer que para utilização numa dada frequência mais especifica, há toda a vantagem em utilizar antenas ressonantes a essas mesmas frequências.

Relativamente às aplicações de um RTL-SDR, deixo aqui o link para o site do colega PMR2767 para se ter uma ideia do que se pode fazer.