radiolite.pt

As aventuras e desventuras de um operador de rádio. PMR446, CB27, SWL e SDR entre outros.

Tag: RTL-SDR

ADSB Receiver Pro

Nas últimas semanas tenho dedicado alguma atenção à utilização dos RTLSDR com dispositivos Android. Isto em detrimento do projecto OpenWebRX que está neste momento à espera de melhores dias.
Uma das áreas a que me dediquei foi o seguimento do tráfego aéreo, com alguma dose de frustração à mistura, pois o RTLSDR é “muito” exigente em termos de consumo de energia e nem sempre funcionava ligado directamente ao telefone. Para ultrapassar esta dificuldade tive que comprar outro cabo USB que permite a utilização de um power bank em simultâneo, para que haja sumo suficiente para tudo funcionar na perfeição.

ADSB Receiver Pro em acção

ADSB Receiver Pro em acção

Para o seguimento do tráfego aéreo instalei o ADSB Receiver Pro mas não entendo porque razão, com o mesma antena colinear, este software apenas mapeia cerca de 3 a 4 aviões quando no desktop vejo 20! Algo a investigar nos próximos dias e que espero possa ser colmatado com ajuste na aplicação.

Hoje mesmo decidi, mesmo sem uma antena ressonante aos 1090MHz, experimentar esta solução ao ar livre. Estava limitado em algumas direcções em termos de linha de vista mas deu para perceber a importância que a localização tem nestas coisas. É que o numero de aviões rastreados, com uma RH-536, aumentou para o dobro em comparação com a colinear que referi anteriormente e que foi construída para a frequência correcta. Por isso conto construir uma nova colinear, com menos elementos (a actual tem 11), para maior portabilidade e de mais fácil utilização no dia a dia.

Mal posso esperar por levar tudo isto para um local realmente alto!

Vídeo do SDRoid

Primeiro vídeo do SDRoid, com a sintonia em FM como alvo. Não foi propriamente para a sintonia de estações de radio difusão que decidi comprar o cabo OTG, que permite a utilização do RTL-SDR com o telefone, mas ainda assim pareceu-me interessante fazer este vídeo embora para este fim, possa usar o rádio que existe no telefone.

Por falar em cabo, estou a ter alguns problemas na sua utilização. Aparentemente o SDR consome demasiada corrente o que faz com que nem sempre funcione, sobretudo se a bateria do telefone estiver a menos de 60% de carga. Assumo eu que é isto que leva a que não funcione pois não estou a ver que mais possa ser. Já experimentei carregar o telefone e logo de seguida ligar o SDR e não tive problemas.

Por isso talvez tenha que comprar um cabo como este para tirar as dúvidas, mas esta solução deixará tudo menos portátil dado exigir a utilização de um power pack.

Seja de que forma for, até à próxima e boas escutas.

Balua – Mais um lançamento com sucesso

O grupo Balua Project fez hoje mais um lançamento com sucesso de um dos seus balões que atingem altitudes na ordem dos 25.000 a 35.000m.
Desta vez o lançamento ocorreu a partir dos Salesianos do Estoril, integrado num projecto desta escola.

Seguimento em tempo real do lançamento desta manhã - aprs.fi

Seguimento em tempo real do lançamento desta manhã – aprs.fi

Conforme se pode ver pelas imagens, este balão alcançou em cerca de duas horas de viagem, a zona de Tróia, depois de ter passado por cima do Padrão dos Descobrimento e do Cristo Rei em Lisboa, em direcção a sudoeste.
Se bem me recordo, esta nem foi das vezes em que um balão lançado pelo grupo se deslocou mais rapidamente, mas estes lançamentos também não são propriamente uma corrida. Para mim, parte da diversão passa por fazer o seguimento e se possível fazer um avistamento como consegui, por sorte, no lançamento anterior. Mas ver até onde chega o balão, para onde o vento o leva e caçá-lo e recuperá-lo são também parte da diversão. Isso e a recepção das comunicações em 144.800 MHz com um RTL-SDR, que em conjunto com a informação em aprs.fi nos dá uma ideia da distância conseguida.

Fico como sempre ansiosamente à espera da próxima iniciativa.

NOTA: O balão está, no momento em que faço este post, a sul de Santiago do Escoural (Montemor-o-Novo), a cerca de 26.000m de altitude.

OpenWebRX “2.0”

Tenho em fase de projecto mais um projecto! Bem sei que tenho vários pensados de que aqui já dei conta, mas por uma ou outra razão, sobretudo devido à eterna falta de tempo, eles ainda não avançaram.
A ideia que me tem ocupado nos últimos dias é a de disponibilizar um SDR no site sdr.hu. Já investi algum dinheiro, estando a caminho algum material e outro tanto está por comprar. Daí que só daqui a algumas semanas vou ter tudo operacional da forma que pretendo. Mas sejam os testes realizados com sucesso e à partida teremos mais SDR ao serviço da comunidade.

Raspberry Pi3

Raspberry Pi3

Penso que os outros projectos não avançaram não só pela falta de tempo mas também porque acabei por não me entusiasmar com eles. Pelo contrário, montar um RTL-SDR com o OpenWebRX num Raspberry Pi, tem-me motivado bastante. Não é a primeira vez que faço algo baseado no OpenWebRX. A primeira tentativa esteve online durante cerca de 3 semanas, mas o PC antigo onde tinha instalado este software teve problemas. A sua reparação que não se justificava por causa do investimento necessário, pelo que acabei por optar por um Raspberry Pi. Para além disso, existe nesta opção a vantagem do baixo consumo energético associado a estes mini-computadores.

A configuração que serviu de base às experimentações (leia-se testes) que estão em curso, incluiu o Pi2 com dois RTL-SDR, com os tuners R820T e E4000. O lugar da antena foi ocupado por uma Diamond RH536, alternando essa função com a SRH-36. Sinceramente não vi diferenças.
O objectivo final é usar uma caixa de alumínio com um caso USB de 1,5m, para uma colocação mais propicia do RTL-SDR, ficando este longe, tanto quanto possível de interferências, conseguindo assim melhores resultados. No entanto, a configuração final deste sistema deverá utilizar um RTL-SDR com tuner R820T2 num Pi3. E no que diz respeito à antena, as candidatas são a Nagoya NA-774 ou a Pryme AL-800. No papel a Pryme tem melhor performance mas a Nagoya dobra e permite que seja usada com num ângulo de 90 graus, o que me dá jeito. A escolha vai depender do local onde vou colocar todo este material, algo que ainda não está determinada.

Pryme AL-800 dual band

Pryme AL-800 dual band

Para já, há que angustiar pela chegada do Sr. Carteiro e ir ensaiando com os recursos disponíveis. Sobre as frequências a disponibilizar, estou em dúvida sobre se aponto baterias para 438-439Mhz e tenho assim disponibilizo os repetidores de RA em UHF (Arrábida, Odivelas, Monsanto, Santa Eufémia, Santiago do Cacém, Almada e Cascais) ou se afino no 446Mhz para as frequências de PMR. CB27 ou os canais marítimos talvez possam ser opção, mas no caso dos 11m o problema da colocação de uma antena é de difícil resolução

A ver vamos como tudo evolui!

Finalmente, o RTL-SDR no Android!

Já tinha penado por não conseguir ter o RTL-SDR a funcionar no Android. Tinha experimentado um outro telefone, diferente do que tenho actualmente, mas sem sucesso. Como entretanto troquei de equipamento, estava na hora de fazer nova tentativa. Gastei mais uns trocos num cabo OTG Type-C e,  assim que tive 5 minutos, dediquei-me ao assunto.

SDRoid 2.0 em funcionamento com o RTL-SDR

SDRoid 2.0 em funcionamento com o RTL-SDR

Apesar de algumas dificuldades iniciais em por o telefone a mostrar as Developer Options, consegui finalmente ter sucesso na minha iniciativa.

Abrem-se agora novas hipóteses de fazer escuta embora num formato mais portátil e provavelmente não tão eficaz, mas que não deixa de ser opção a explorar.

Para o RTL-SDR funcionar tive que instalar o driver do RTL2832U,  fazendo uso deste as aplicações como o SDR Touch ou SDRoid.

Muitas outras existem, inclusive para partilha de dados de posicionamento de navios, pelo que se impõe agora uma merecida actualização às Apps Android, mas sobre isso tenho mais (e outras) novidades para breve.

Primeiro contacto com o SDR Uno

Decidi experimentar o SDR Uno, um software da SDRPlay pensado de raiz para o SDR com o mesmo nome. Esta aplicação permite, com alguma adaptação, ter o Uno a funcionar com o RTL-SDR!

Janela "Main"

Janela “Main”

A adaptação passa pela necessidade de instalação do ASIO4all e um plugin EXTIO que não é mais que uma dll. Essa instalação, no conjunto SDR Uno, ASIO4all e plugin não foi isenta de problemas mas acabei por resolvê-los com a ajuda do vídeo do Alf007, deste post no Forum TXRX e deste site, pese embora a recente actualização do software (foi lançada a versão 1.1 no dia 11 de Novembro) a tornar algumas das informações neles contidas obsoletas. Apesar de já ter visto este vídeo, só agora com o processo de instalação algumas coisas fizeram sentido mas acabou por ficar tudo a funcionar como comprovam as imagens.

Janela "RXControl"

Janela “RXControl”

Há duas coisas que não gosto. Em primeiro lugar o facto de a aplicação ser composta de várias janelas que não interagem entre si e que sempre que iniciamos o SDR Uno tenhamos que abri-las e colocá-las no ecrã na posição que nos convém para usar o software na sua plenitude. Temos também que ajustar a sua posição coisa que considero um ponto bastante negativo. Em segundo lugar, a largura de banda disponível. Com apenas 1 MHz “vemos” muito pouco do espectro. Sendo esta uma solução de software adaptada ao RTL-SDR compreende-se que haja restrições, mas tal limitação não me agrada.
Neste primeiro contacto e pela positiva considero que o interface do SDR Uno é a meu ver bastante agradável, com as enumeras possibilidades de ajuste de preferências, visuais e funcionais, a garantir uma experiência o mais personalizada possível.

Janela "MainSP"

Janela “MainSP”

Depois das primeiras horas de utilização a vontade com que fiquei foi a de adquirir o SDRPlay (o rádio) e utilizar em toda a sua plenitude esse duo software/hardware. Relativamente à experiência com o RTL-SDR, estou em dúvida se os pontos negativos serão ou não suficientes para que deixe de usar regularmente o SDRPlay. Talvez haja opções por explorar que suprimam estas dificuldades. A ver vamos!

Febre de Sábado à noite

Sábado passado, já pensava eu em arrastar-me para a cama, quando alertado pelo PMR869 (via Facebook), desperto novamente para a vida. Decorria mais uma sessão de emissões em SSTV, via repetidor da Arrábida. Embora me tivesse passado completamente a data, lá liguei o PC mais o RTL-SDR à pressa e quase de imediatamente, não fosse um pequeno problema de configuração da placa de som, começo a receber algumas imagens.

Como estava cansado, liguei tudo e deixei a coisa correr até cerca das 23h00, altura em que apaguei por completo. O PC e eu!

Estas são algumas das imagens obtidas, curiosamente das melhores que alguma vez consegui. Só não foram mais porque às tantas me cansei de carregar no botão do slant. Definitivamente tenho de seguir estas instruções!

Tudo o que é bom acaba depressa

Tal como um dia de férias bem passado, onde as horas passam sem darmos por isso, também ontem a emissão SSTV passou num instante. Acompanhei a sessão quase desde o inicio e quando dei por isso já estava a terminar.

Imagem SSTV de 9 de Julho 2016

Imagem SSTV de 9 de Julho 2016

Fica uma imagem para amostra daquilo que por Oeiras se conseguia receber. O meu equipamento foi um RTL-SDR (R820T) dentro da caixa de alumínio, com uma antena Diamond RH536 (e uma ficha adaptadora SMA-BNC pelo meio). O software usado foi o SDR# e o MMSSTV a correr num Windows 10.

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén